Eventos Santa Maria de Lamas

Museu Santa Maria de Lamas

Visitei o Museu de Santa Maria de Lamas Museu de Lamas e captei com a minha lente o que mais me "saltou à vista". 

Este Museu resulta de 27 anos de colecionismo do histórico industrial corticeiro Henrique Amorim (1902-1977) e, na atualidade, a par da vasta e valiosa coleção permanente, este Museu acolhe a programação impactante e diferenciada do Basqueirart 2021, a ramificação artística do Basqueiral. Sob a temática da sustentabilidade o grande destaque dessa programação é a inquietante exposição de fotografia BASQUEIRART-LIVING AMONG WHAT´S LEFT BEHIND. Premiado internacionalmente em 2019 (World Press Photo, categoria Ambiente), este trabalho do fotojornalista português Mário Cruz remete-nos para um rio biologicamente morto pela ação e poluição humana - o Rio Pasig (Manila, Filipinas) - e as comunidades que nele vivem, no e do lixo. 

Expostas num ambiente imersivo, pois a sala de exibição acolhe uma instalação artística com cerca de uma tonelada de lixo, estas fotografias e o ambiente que as rodeia pretendem arrebatar consciências face à necessidade premente de alterarmos paradigmas e, com isso, evitarmos mais flagelos humanos e ambientais como aquele que o fotógrafo nos dá a conhecer de forma intensa.  

Paralelamente a essa exposição, pelos dois pisos do Museu e conduzindo o visitante até ao arrepiante trabalho de Mário Cruz, disseminam-se pelo trajeto deste complexo várias instalações artísticas que transformam lixo, nomeadamente plásticos, em arte. "Rio Morto I" e "Rio Morto II" do artista feirense Marionetas-Rui Sousa , assim como várias criações do colectivo "b_asculhart" (dos artistas locais Cristiano Rocha e Margarida Canastro) envolvem-nos e encaminham-nos numa viagem que tem tanto de belo como, sobretudo, de choque e reflexão! Vejam os registos desta minha "viagem" pela arte e pela consciencialização humana" e visitem o Museu! :)